Para festejar os 35 anos da Pastoral da Criança, o Instituto Joanir Zonta e o Condor Super Center doaram, no dia 1º de dezembro, um bolo gigante de 300 kg, servido para 3.300 voluntários que vieram de todo o Paraná especialmente para a festa.

“Este bolo é um presente da nossa rede para os milhares de voluntários que trabalham incansavelmente para levar qualidade de vida, amor e solidariedade para milhares de pessoas necessitadas”, disse o diretor operacional do Condor, Maurício Bendixen.

O Coordenador Nacional Adjunto da Pastoral da Criança, Dr. Nelson Arns Neumann, destacou que o bolo foi fundamental para adoçar a vida. “É sempre muito importante comemorar o aniversário e lembrar de toda a caminhada da Pastoral, além de servir como um incentivo e força para os próximos 35 anos”.

Ele ainda atentou para o fato de que as ações realizadas no início da trajetória da Pastoral continuam surtindo efeitos nos adultos de hoje. “Quando a pastoral começou há 35 anos, ela tinha o objetivo de combater a desnutrição e a mortalidade infantil, mas hoje vimos que essas ações de cuidar das gestantes e do aleitamento materno garantem um adulto saudável, pois uma criança que nasce com baixo peso tem o dobro de chance de morrer do coração aos 40 anos de idade. E com o tamanho do fígado ao nascer podemos prever o colesterol aos 60 anos. Quem nasceu com baixo peso, por exemplo, tem o dobro do diabetes. Então, esses cuidados que a Pastoral da Criança faz continuam tendo efeito por toda a vida” completa o coordenador.

Fundada em 1983 pela médica pediatra e sanitarista Zilda Arns, em Florestópolis – PR, a Pastoral da Criança tem sua história marcada por todos aqueles que dedicam seu tempo para ajudar os que mais precisam. Hoje, a entidade conta com mais de 160 mil voluntários, dos quais 87.671 são líderes comunitários, que acompanham quase um milhão de crianças e 55 mil gestantes em 781 famílias, além de levar a missão da Pastoral para 29 mil comunidades de 3.479 municípios brasileiros.