Com um mix 30% maior em materiais escolares que em 2010, o Condor Super Center projeta um crescimento de 25% nas vendas dos produtos destinados para a volta às aulas. A rede oferece condições de pagamentos diferenciadas que vão auxiliar o orçamento familiar, comprometido com as despesas de final de ano e os tributos de início de ano, como o IPTU e o IPVA.

O aumento do mix e do poder aquisitivo das classes intermediárias vão garantir o crescimento das vendas, dando vazão a uma demanda reprimida. Para o gerente comercial do Condor, João Luiz de Lima Silva, as famílias vão poder adquirir mais produtos e comprar tudo praticamente num único local, o que representa também uma economia de tempo e gastos.

Devido à grande expectativa com esta época do ano, o Condor começou a negociar os produtos desde meados de 2010. “Essa antecipação, associada à nossa forte presença no Paraná, com 30 lojas no estado, permitiu excelentes condições com os fornecedores, o que vai resultar em preços baixos, parcelamentos mais vantajosos e um mix diversificado e de qualidade”, diz Silva.

Como os estudantes estão cada vez mais exigentes, as 30 lojas da rede vão contar com uma variedade para atender a todos os gostos das crianças e jovens. Os pequenos podem escolher o seu material conforme os seus personagens favoritos, como a Barbie, Moranguinho, Hot Wheels, Pucca, Bakugan, entre outros. A grande novidade do mercado fica por conta dos lápis de cor apagáveis, que serão um dos itens mais procurados neste ano.

Com a ascensão das classes sociais, outro setor que deve ter um grande destaque nesta volta às aulas é o de eletroeletrônicos, como computadores, notebooks, impressoras e outros acessórios.

Para os pais, os preços acessíveis e o parcelamento de material escolar em até 15 vezes sem juros no Cartão Condor Aura, em compras acima de R$ 50, vão permitir uma maior flexibilidade para organizar as despesas da família e usufruir de algumas oportunidades. “Os impostos típicos do início de ano, por exemplo, poderão ser pagos à vista para aproveitar os descontos, como são os casos do IPVA e do IPTU”, sugere Silva.