O Instituto Joanir Zonta, em parceria com o Instituto Brasileiro de Transformação Social (IBTS), formou 62 adolescentes das regionais do Tatuquara e Bairro Novo em situação de vulnerabilidade social por meio do projeto HASA (Habilidades Sociais para Adolescentes). 

Os formandos também terão a oportunidade de participar de um processo seletivo no Condor Super Center, mantenedor do Instituto Joanir Zonta.

Segundo a presidente do Instituto Joanir Zonta, Sandra Zonta, o projeto é fundamental para oferecer uma nova perspectiva de vida aos adolescentes. “O curso abordou questões que muitos nunca tiveram a oportunidade de conhecer, como a autoconfiança, a comunicação interpessoal e a maneira correta de se portar e de reagir a determinadas situações”, afirma.

Para a aluna Rafaely Camilli, de 15 anos, o curso a ajudou a se relacionar melhor com as pessoas. “Eu perdi totalmente a minha timidez, passei a me comunicar com mais clareza e adquiri autoconfiança. Todos nós conseguimos nos desenvolver, principalmente com relação ao respeito ao próximo”, conta.

Já para o aluno Ezequiel de Oliveira, de 16 anos, o curso o auxiliou a escolher caminhos diferentes para a sua vida. “Eu andava com amizades erradas e agora só penso em ter um futuro melhor”.

Desde 2016, ano em que o HASA foi criado, foram formados 150 alunos, dos quais 71 já estão no mercado de trabalho. Esses jovens trabalhadores tiveram, em média, 18% de incremento per capita na renda familiar.

O Projeto HASA, também conta com a parceria da FAS (Fundação de Ação Social) da Prefeitura Municipal de Curitiba.