5 dicas para cuidar do seu pet.

Bem Estar Dica PET

5 dicas para cuidar do seu pet.

Tags: , , , , . Escrito em , por Blog Condor.

Já que eles são nossos melhores amigos, merecem os melhores cuidados.

  • 5
blog-720x375

Acabou de ganhar um novo animalzinho de estimação ou já tem um há anos na família? Seja novo ou velho, é importante cuidar dos nossos pets com a mesma atenção que cuidamos do resto da família. E para ajudar nessa tarefa, separamos 5 dicas essenciais e megafáceis de fazer. Confira:

Ração
A hora de comprar a ração do seu pet requer muita atenção. Primeiro, pense na idade do animal: existem opções para filhotes, adultos e idosos. O que muda é a textura da ração (de acordo com a dentição do pet) e também os nutrientes. Além disso, há também as variações de porte, pois as necessidades de cada um são diferentes.

Potes de água e ração
Assim como lavamos nossos pratos e copos, é preciso lavar constantemente os potes de água e ração, pois eles são um ambiente propício para a proliferação de germes e bactérias. Para isso, escolha um sabão neutro, uma esponja (que não seja a mesma que você usa para lavar as louças de casa) e enxágue com água em abundância.

Cama
A grande maioria dos cachorros e outros bichinhos ama dormir diretamente no chão, mas durante os dias frios do inverno isso pode acabar fazendo mal para o seu pet. Por isso, é sempre importante ter uma caminha para o seu amigo fugir do frio e ainda ficar confortável.

Petiscos
Nós adoramos petiscos e os nossos pets não são diferentes. Mas é importante escolher bem a hora desses agradinhos. Evite dar petiscos quando seu cachorro estiver incomodando com o latido ou o seu gato estiver arisco demais: isso pode fazer com que ele entenda como uma recompensa pelo mau comportamento. Ou seja, os petiscos devem vir de vez em quando e depois dos bons comportamentos.

Idosos
Assim como acontece conosco, quando a idade chega para os pets eles também ficam mais suscetíveis a doenças. Problemas de coluna, visão e audição são os mais comuns, mas para todos esses é possível fazer algo amenizar. Por isso, fique sempre de olho no comportamento do seu amigo e, assim que notar alguma diferença, busque um veterinário.

Você também vai gostar

Deixe seu comentário