Programa Lixo Zero

O Condor Super Center está zerando o resíduo orgânico gerado por suas lojas em Curitiba. Com um projeto revolucionário, o novo sistema possibilita que o lixo seja 100% reaproveitado, voltando para a cadeia produtiva da alimentação animal e compostagem, contribuindo na geração de empregos e renda para a sociedade. O Condor é a primeira rede supermercadista do Brasil a utilizar esse novo processo, que foi projetado e aprovado pelo IAP – Instituto Ambiental do Paraná, sendo desenvolvido e implantado pela Abdalla Ambiental.

Com a implantação do novo projeto nas lojas de Curitiba e Região Metropolitana, são 20 toneladas / dia a menos de lixo depositadas (no local) em aterro, contribuindo assim decisivamente para minimizar o problema do aterro, preservar a natureza e diminuir o efeito estufa, uma das maiores causas do aquecimento global.

“O lixo deveria ser uma das maiores preocupações da sociedade, pois afeta diretamente os recursos naturais do planeta e a qualidade de vida das futuras gerações. Sabendo que os aterros estão saturados e causam graves impactos ambientais, o Condor vinha estudando uma solução ambientalmente correta e eficiente para zerar o lixo de forma limpa e segura e esee programa vem ao encontro da política da empresa, "acabando com o problema e contribuindo para transformar o passivo ambiental em fonte produtiva e sustentável", relata Pedro Joanir Zonta, presidente e fundador do Condor Super Center.

O programa:

O processo consiste na transformação de resíduos orgânicos em ração animal e adubo orgânico.

A transformação tem início em um local montado no depósito do supermercado. Após a separação do lixo reciclável, a parte orgânica é processada e, em seguida, transportada até a granja, onde passará por outro processo e será servida como ração animal para alimentar os suínos. O lixo, que seria altamente prejudicial ao meio ambiente, transforma-se em um alimento nutritivo e saudável para os animais.

Para fechar o elo da cadeia produtiva, os resíduos gerados no processo são destinados a leitos de secagem de lodos e compostagem, para posteriormente serem reaproveitados.